Isabella desperta desejo em colecionadores

Isabella desperta desejo em colecionadores

Isabella é a raridade que todo colecionador de veículos antigos sonha em ter em sua garagem. Mas no Brasil, o único Borgward Isabella Combi 1958 rodando pertence ao iguaçuano Sandro Zgur, de 46 anos. Raro até na Alemanha, país de origem, devido ao seu curto período de fabricação (1954 a 1962), é a singularidade do modelo Combi (perua) que desperta curiosidade.

“A marca até teve revenda própria, mas o modelo Combi não veio oficialmente para nosso país. Com o fechamento da fábrica, os remanescentes logo ficaram sem peças de reposição. E agora, temos apenas três desse modelo no Brasil: um virou sucata, o outro foi descaracterizado, e o meu”, conta o colecionador.

O Borgward de Sandro foi restaurado e suas características originais foram mantidas. Inclusive a placa, que é da época em que o Rio de Janeiro era o Estado da Guanabara.

As características do carro foram mantidas  (foto: divulgação)

O empresário cuidou para que as características do Isabella fossem mantidas após a restauração
(foto: divulgação)

“Todos ficam surpresos com o estado de novo do carro, mas pouquíssimos conhecem a marca.O Isabella era carro de trabalho, por isso não sobraram muitos exemplares”, explicou.

Sandro começou a colecionar carros desde pequeno. Atualmente, ele tem um Miura Top Sport I.E. 91, o Isabella 58 e Miura Targa 86, já licenciado como peça de colecionador.

“Minha paixão surgiu na infância, com a coleção de carrinhos de ferro. Evoluiu para miniaturas em escala 1/18 e até carros reais”.

E para ele, carros antigos são “um retrato de um tempo onde as coisas eram mais simples e feitas para durar”.

 

Por Marcelle Bappersi

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>